06/07
Minha paixão é por vidas

6 de Julho de 2017

Toda unção que desce sobre sua vida obedece um tempo.

/

Farei com eles aliança eterna, segundo a qual não deixarei de lhes fazer o bem; e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim. Vou encher o coração deles de profundo respeito. Jeremias 32:40

Eu creio que o maior presente que o Senhor nos deu foi o Espírito Santo, pois a grande angústia de um religioso é ter que decorar preceitos e dogmas e não saber para onde seu Deus está se movimentando, pois ficaram presos no passado por falta de discernimento. Nós sabemos que mudanças que ocorriam de 100 em 100 anos hoje ocorrem de 10 ou 5 em 5 anos, porém, mesmo que o mundo seja veloz em suas descobertas, eles precisam esperar a próxima atualização, mas quem tem o Espírito Santo não, porque o Senhor pôs dentro de nós essa bússola que nos põe em movimento, que é direção e velocidade que nos atualiza a qualquer momento o que Deus está fazendo, para onde ele está indo, é uma espécie de GPS interno que estamos indo sem saber, porém, sabendo que estamos sendo conduzimos para o caminho certo.

No Antigo testamento a lei foi escrita externamente, quando Jesus levantou seus discípulos os princípios foram plantados fora deles, mas o momento esperado foi o derramamento do Espírito Santo.

Vejo como obra do Espírito Santo em nossa vida, na qual precisamos acessar hoje, pois precisamos de direção, porém, velocidade para alcançar nossas promessas. Bússola - Jeremias 31:31-34. Ou mesmo a proclamação desse mês onde o Senhor diz que vai por um temor no coração do seu povo, fala de direção, entendimento.

Todo ser que respira louve ao Senhor. Salmo 150:6.

Todo ser que respira louve ao SENHOR. Aleluia!

Tudo o que tem fôlego louve Adonai.

Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor, louvai ao Senhor.

Todos os seres vivos louvem ao eterno, louvado seja o Eterno! Haleluia.

Na criação quando ele chega tem movimento, Ele se movia sobre as águas. No batismo de Pentecostes nasceu a igreja. Quando o homem foi formado, no vale de ossos secos. Quando recebeu o Espírito Santo e na coluna de fogo no deserto. Tudo há movimento.

Ele quer dar sentido as coisas. Aquilo que está parado em sua vida vai entrar em movimento hoje. O que está estagnado vai receber fôlego, respiração. Olha para todas as áreas inanimadas de sua vida, pois hoje recebe fôlego. Você pode ser muito ocupado, mas não significa que você seja produtivo.

Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.” Gênesis 1:2 A posição dele é sobre as águas, para a partir dali ativar todo o resto. A terra era um vazio, sem nenhum ser vivente, e estava coberta por um mar profundo. A escuridão cobria o mar, e o Espírito de Deus se movia por cima da água.

O Espírito Santo põe nossa vida em movimento, ele nos tira de um estado inanimado e nos põe em ação, pois essa é uma de suas funções. Veja que ele é comparado ao vento, aliás, a tradução para Ruah, ou Pneuma se refere ao ar em movimento, ao fôlego, a vida, ao vento. Era preciso que algo material se manifestasse, vento muda uma realidade. O Espírito Santo como vento, movimento dinâmico do ar, coloca o ar em movimento. Assim como o vento é o ar em movimento, o Espírito Santo dentro de nós nos põe em movimento. Sua vida antes do Espírito Santo tinha atividade, mas lhe faltava propósito, tinha ocupação, mas lhe faltava produção, por isso você terá uma experiência com o Espírito Santo que vai te colocar em movimento na rota certa, porque ele é a bússola e movimento.

Não é só o movimento que ele provoca que chama a atenção, mas a energia que esse movimento libera, manifesta. Os ídolos não respiram, pois não tem o ar, hálito, fôlego, vento, que é a vida de Deus que nos empresta e quando a pessoa morre esse fôlego volta para Deus. Todo ser que respira, louve ao Senhor. Respirar - Shamah - Respiração, Espírito, fôlego. Todo ser que respira louve ao Senhor, veja que se trata do último texto de salmos, porém, ao olhar todo o capítulo vamos nos deparar com alguns ensinos muito importantes. Salmos 150:1 – “ Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento, obra do seu poder.” O firmamento e a vastidão do céu, onde os anjos e os espíritos dos justos adoram ao Senhor - Salmos 48:1-2, Hebreus 12:22-23. Sendo que o santuário era o tabernáculo ou o templo de Israel.

Veja que os instrumentos tocados, colocados em movimento atingem o santuário terreno, porém, quando aquele que tem fôlego louva, ele é capaz de atingir o firmamento do céu, sua voz é a rodovia na qual os anjos trafegam. Nós acessamos as coisas terrenas almejando as coisas do alto, Agostinho de Hipona fala sobre isso, cidade de Deus e cidade terrena. Se você não sabe das coisas terrenas como vai saber das do alto. O Salmos 150:2 - “Louvem-no pelos seus feitos poderosos, louvem-no segundo a imensidão de sua grandeza!”- Fala sobre os feitos e atributos de Deus. Feitos de Deus a favor de Israel. Feitos de Deus realizados pelas mãos de Jesus. Relatos dos poderosos feitos do Espírito Santo, realizados por meio do povo de Deus. Atributos, ou grandeza - Seus feitos definem sua grandeza, seus atributos, o que Ele é, veja que através do Espírito Santo nós realizamos os feitos do Senhor e mostramos sua grandeza. A respiração vem do Senhor - Que toda criatura que respira louve o Eterno. Respiração, inspiração, fôlego, movimento, ou seja, veja como sem ele nunca cumpriremos nosso destino.

 

Movimento, quero visitar mais um ambiente de movimento nessa história bem acessada por nós.  Festa para uns, dor para outros. Você está pronto para lidar com a benção na vida de outras pessoas?

“Algum tempo depois, Jesus subiu a Jerusalém para uma festa dos judeus.
Há em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, um tanque que, em aramaico, é chamado Betesda, tendo cinco entradas em volta. Ali costumava ficar grande número de pessoas doentes e inválidas: cegos, mancos e paralíticos. Eles esperavam um movimento nas águas.” João 5:1-3

É muito comum esse estado de dor para uns e festa para outros, pois Jerusalém estava em festa, e Jesus subiu para Jerusalém. Não é incomum Jesus participar de festas bíblicas, ou seja, algumas vezes foi registrado a presença dele, porém, em sua infância, quando fez seu bar mitzvah, e a cada ano seus pais subiam a Jerusalém para as festas, agora, pois já tinha mais de trinta anos, ele estaria indo sem seus pais, sendo que uma multidão fez a mesma rota que ele, pois saíam de todas as cidades em Israel e mesmo de outros países para as festas em Jerusalém, por haver dificuldade de saber o dia certo das festas, se sabia a época, mas não os dias, por ser definido pelas luas, sendo assim, os sacerdotes que anunciavam, e para que soubessem das festas, acendiam fogueiras que eram repetidas a distância de cada aldeia e tocavam o shofar, isso anunciava que Jerusalém estava em festa, pois agora teriam os sete dias para chegar as festas.

Muitos faziam aquele trajeto, entravam pela porta das ovelhas, passavam pelo tanque de Bethesda e entravam em Jerusalém em direção ao templo, antes de mais nada é importante saber que essa porta agora tem outro nome, chamada porta do leão, pois no profético sabemos que Jesus entrou ali como cordeiro, como ovelha mas saiu como um leão. O nome porta das ovelhas é porque era onde se tinha a maior concentração de ovelhas em currais, inclusive para os sacrifícios que aconteciam nas festas, era uma espécie de porta necessária, de passaporte para as festas, era um lugar sujo por natureza pela concentração de animais no lugar, Jesus passou por ali, mas enquanto alguns se concentravam no tipo de sacrifício que iriam levar para o templo, Jesus se concentrou na dor de alguém, ele decide olhar para aquele paralítico, cujo texto diz que estava ali a 38 anos esperando ser curado.

Eis a questão, esse ambiente ainda se forma em nosso tempo, aqui alguns estão em festa, alguns estão em dores, só que nada garante que você que está em festa hoje não esteja em dores amanhã, mas tenha certeza que você que está em dores hoje não esteja em festa amanhã.

A porta era das ovelhas, o tanque era da misericórdia, porém, veja que havia nesse lugar uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos, o lugar contradiz ao público presente, parece que essas ovelhas não tinha pastor e que essa casa não tinha misericórdia.

A presença de Jesus transforma realidades. A condição do povo que estava lá contradiz ao que diz sobre o lugar.  Para chegar na festa você passará pelo portão da dor. Tudo aquilo que é contradição na sua vida quando Jesus chegar será uma realidade.

A porta era das ovelhas, o tanque era de misericórdia, quando Jesus chega aquelas ovelhas que sofriam ganharam um pastor e aquele tanque que não tinha nada de misericórdia se tornou a casa da misericórdia, tudo aquilo que é só profecia em sua vida quando chega Jesus será real.

Eu não tenho dúvida ainda mais em um contexto de festa que muitos davam esmola para aqueles que sofriam, mas digo, que ele parou, ele se importou, ele se envolveu. Não sei o que é pior, ser este que sente dores e ver aqueles que estão indo para festa sem sentir a dor daquele que está sofrendo ou ser aquele que está indo para a festa sem se preocupar com o ambiente de dor, não sei o que é pior.

Enquanto uns festejam outros sentem dores e enquanto alguns sentem dores, outros festejam. Mas tem um que está indo para a festa mas decide parar em um ambiente onde pessoas estão sentindo dores, Só ele que para.

 Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo, Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado?” João 5:6. Uma das perguntas que os comentaristas fazem nesse texto é porque Jesus não curou outros doentes, sendo que o evangelista relata que haviam muitos doentes naquele lugar. Uma tradução diz: vendo este deitado. Pois, este não sabe que aquele está vendo além do que ele vê, além do tanque de misericórdia.

Quando Jesus se revela para alguém, Ele não revela para outros porque ele parou para este, Ele pode se revelar a pessoas específicas sem se revelar a todos.

Em uma casa, uma família vemos isso acontecendo, em uma igreja, pois, há tantos que precisam de sua misericórdia hoje, mas enquanto estamos tomados por nossas crenças que nos paralisam, ficamos esperando do tanque tendo a fonte do nosso lado.

Este não sabe que aquele parou por causa dele, era o dia dele. E sabendo que estava neste estado a muito tempo como relata João 5:6. Quando Jesus subiu para Jerusalém, ele tinha doze anos e aquele paralítico já estava lá, pois como lhe disse, a porta das ovelhas era um caminho necessário para ter acesso ao templo e comprar seu passaporte, seu animal para o sacrifício. Ele estava lá a 38 anos quando Jesus o curou, porém, já fazia pelo menos 20 anos que Jesus o via naquela condição, pois diz o texto que já haviam 38 anos.

Jesus sabia que ele estava neste estado a muito tempo, mas porque não aconteceu antes, porque não havia chegado o tempo. Ele fará as coisas no tempo dele, veja que ele passou pela porta das ovelhas e o paralítico estava lá. Não adianta você tentar resolver aquilo que Deus decidiu resolver para você. Jesus já tinha visto ele lá várias vezes e muitas festas, com 18 anos, com 21 anos, com 25 anos, agora com mais de 30 anos.

Daqui a pouco eu volto, ou algo parecido estava sendo dito ali, pois não foi só o paralítico que esperou 38 anos, mas Jesus que por mais de 20 anos o viu ali, esperou por esse momento. Ele não olha hoje, ele já está olhando a muito tempo.

Eu não tenho ninguém - João 5:7: “Disse o paralítico: "Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim". Mas alguém o levou até o tanque, alguém teve que carregá-lo até lá, pode ser que ele não tinha alguém para levá-lo as águas, mas alguém já o conduzia até aquele ambiente.

Alguém te trouxe até aqui. Tem gente que desqualifica aqueles que já fizeram, desconsideram o que foi feito por ele, por se encontrarem ainda na mesma condição não significa que não tenha passado pessoas por sua vida que merecem ser lembradas, não tenho ninguém, um sentimento que paira na alma de muitos.

‘Enquanto eu vou’. Veja que ele se arrastou várias vezes para o tanque, porém, a fonte se encontra ao seu lado, porque o tanque vem dos homens, a fonte vem de Deus. Ele foi curado e tomou seu leito e andava, e aquele dia era sábado.

Ele se arrastou algumas vezes até o tanque, mas não chegou a tempo, como ele, você tem se arrastado até pessoas, ou estruturas esperando uma oportunidade, mas a fonte está ao seu lado.

O que fora curado não sabia quem era. João 5:13: “O homem que fora curado não tinha ideia de quem era ele, pois Jesus havia desaparecido no meio da multidão.” Veja que após ser curado, esse homem põe o leito na cabeça e sai andando pela rua em pleno sábado, sendo que um dos adendos da lei é que no sábado não se pode carregar nada de fora para dentro de casa ou de casa para fora de casa, assim, os religiosos o confrontaram de fazer tal coisa.

A resposta dele é ótima, pois ele diz que só estava carregando a cama, o leito, porque aquele que o curou mandou carregar - João 5:11: “Mas ele respondeu: "O homem que me curou me disse: ‘Pegue a sua maca e ande’ " Pode não fazer sentido, mas quem mandou foi quem o curou, então faz sentido.

O mesmo que me curou me disse - Toma teu leito e anda. O mesmo que me curou me deu um sentido para viver, levantar, tomar o leito e andar, pois aquele que te curou, que te salvou, o que mais ele disse? Porque as pessoas não vão te questionar pelo que Ele fez em você, mas eles o farão quando você fizer o que Ele disse para fazer.

O que ele fez não era o problema, mas o que ele disse sim, pois queremos seus feitos, mas rejeitamos sua palavra, queremos a cura, mas não queremos carregar o leito, porém, o que Jesus queria ensinar é que aquilo que te carrega será carregado por você.

Aprenda que o exercício da obediência será resistido. Quem te curou? As pessoas não querem só saber o que ele fez, mas quem fez, pois não glorificamos o que foi feito, mas quem fez.

Ele foi curado, mas não havia sido salvo. João 5:14: “Mais tarde Jesus o encontrou no templo e lhe disse: "Olhe, você está curado. Não volte a pecar, para que algo pior não lhe aconteça". Veja que mais tarde Jesus o encontrou no templo e lhe dá um alerta para que não aconteça algo pior, mas me diga uma coisa, o que seria pior do que ficar 38 anos esperando uma cura? Te digo, a eternidade no inferno, não pense que o que você vive hoje é o pior, mas sim uma vida sem Jesus, isso sim será pior.

0
Categorias
As muralhas vão cair
6 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Minha paixão é por vidas
48 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Prepare-se para viver
1 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Vontade divina
0 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
ARQUIVOS
facebook
BLOG AP. SILVIA
Desperte sua mente!
O que torna uma pessoa infrutífera e pobre?
Que diremos pois à v
Esse é um tempo de retrospectivas
Juntos Somos Melhore
Conheça o propósito e a importância das células para você e para a igreja
Em busca da felicida
Você pode ser feliz
Estarei a salvo
Salvação é a intervenção máxima de Deus na vida de seus filhos