arrow_drop_down
FORÇA SOBRENATURAL

FORÇA SOBRENATURAL



PALAVRA DE ESTUDO DE CÉLULA


12/04 a 18/04



FORÇA SOBRENATURAL

Deus não nos chama apenas para suportar nossas fraquezas. Ele também diz que devemos nos alegrar em nossas fraquezas. Paulo diz que fraqueza é a porta para uma força muito maior que a nossa.

A fraqueza nos leva a força de Cristo. O próprio Jesus disse a Paulo “O meu poder ser aperfeiçoa na fraqueza”.

Paulo achou que a força perfeita de Deus era algo pelo qual valia a pena sofrer em suas fraquezas, pois ele acrescentou: “Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse sobre mim... Pois, quando sou fraco é que sou forte” (2 Coríntios 12.9-10).

Mais impressionante que as pessoas que começam fortes a corrida com Deus, são aquelas que terminam fortes, especialmente porque a corrida é uma maratona, e não 100 metros rasos. Além do vigor físico, existe um tipo diferente de foco, uma energia mental e emocional necessária para correr longas distancias, e é este tipo de força que Cristo quer aperfeiçoar em nós. É a força para levantar após um tombo, par continuar indo em frente, para vencer mais um dia.

(Provérbios 24.15-16)

Quando Cristo, Aquele que nos justifica, aperfeiçoa sua força em nós, podemos até cair, mas nunca ficaremos caídos. 

Se não deixarmos Deus aperfeiçoar Sua força em nossas fraquezas, não seremos capazes de terminar a corrida. 

Considere a parábola do semeador. Quando Jesus explicou essa parábola aos discípulos, Ele disse que a semente é a palavra e os solos representam diferente tipos de pessoas. O solo pedregoso representa pessoas que nunca aprenderam a abraçar as fraquezas ou vulnerabilidade (Marcos 4.16-17).

Ao depender de suas próprias forças, ficam endurecidas, resistentes a construção de raízes que Deus quer fazer em suas vidas. Por isso, a primeira vez que Deus as leva a dificuldade inevitáveis e perseguições, elas não se mantem. Caem e não se levantam. 

Nós não queremos ser assim!

PÃO DIÁRIO

Parece contraditório mas uma das formas de abraçar as fraquezas e receber a força de Cristo para suportar a longa jornada é fazer o que Jesus nos ensinou no sermão da montanha“Não se preocupem com o amanhã”, mas orem “Dá-nos hoje nosso pão de cada dia” (Mateus 6.34, 6.11).

A força de Cristo nos encontra apenas no presente para suprir uma necessidade existente. Conforme experimentamos Sua fidelidade contínua em nos fortalecer, tornamo-nos livres para perseguir aquilo que Ele nos chamou a fazer e encarar isto como uma aventura.

Muitos imaginam que Deus irá deixá-los sozinhos na jornada. Mas isso não é uma verdade. Ele vem conosco, e vem totalmente equipado com tudo que precisamos para concluir a jornada. E por estar conosco, o lugar onde morreríamos sozinhos se torna um lugar onde vencemos e encontramos alegria. 

Sempre que nos sentirmos sozinhos sozinhos, fracos, inadequados, despreparados nesta jornada é aí onde encontramos Deus em uma nova profundidade. Podemos regozijarmos em nossas fraquezas porque isto dá a Deus uma chance de mostrar todas as coisas boas que Ele tem para tornar a vida emocionante.

ABRACE A FRAQUEZA

Entre em uma jornada de abraçar suas fraquezas. Chegue ao ponto em que, assim como Paulo, Pedro, Tiago, você também se alegre e se deleite nas fraquezas, necessidades, sofrimentos e perseguições, pois agora você sabe que Deus vai aparecer. Vai provar sua fé e confirmar que Ele é forte.

O próprio Jesus abraçou Sua fraqueza. Ele se tornou totalmente quebrado, vazio e acabado, até o ponto de morrer. E então, o Deus que ressuscita os mortos apareceu. A história mudou quando Deus aperfeiçoou Sua força na fraqueza de Cristo, e podemos crer que nós mudaremos a história quando convidarmos Cristo para fazer o mesmo na nossa.