arrow_drop_down
Seja Bem Vindo Julho

Seja Bem Vindo Julho

Vemos aqui duas regências: Escravidão e adoção. O apóstolo está nos convidando a assumir nossa posição que herdamos ao invés de ficar sofrendo e gemendo pelo que fomos. Por mais que o passado seja a matéria prima que nos construiu, o barro que nos moldou, o apelo é claro: Clame como filho e pare de gemer como escravo. Não se refere a minha condição externa, mas o espírito que me move.

Nessa declaração vamos encontrar o estado de espírito que pertence a escravidão e estado de espírito que pertence a adoção - O resultado do primeiro é o medo e o resultado do segundo é a capacidade de orar e dirigir-se a Deus como Pai, aqui fala de intimidade. 

A paternidade ativa em nós os códigos de herança espiritual, e esses códigos tem o poder de manifestar em nós naturezas próprias que não estavam em nossos pais, mas que, ao ativá-las desenvolvem em nós habilidades e dons vindo do Pai e a capacidade de suportar as pressões desse mundo mantendo nossa posição. 

Seja bem vindo mês de julho, mês das doze horas por doze meses.


:: Apóstolo Joel Pereira