arrow_drop_down
ELE NUNCA NOS DEIXOU

ELE NUNCA NOS DEIXOU

PALAVRA DE ESTUDO DE CÉLULA


07/11 a  13/11



ELE NUNCA NOS DEIXOU

João 14:16

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco. 

É muito comum ouvirmos pessoas dizendo: imagino como deve ter sido andar com Jesus. Não seria maravilhoso andar com Ele? Porém, quem faz esse tipo de pergunta não compreende o ministério do Espírito Santo. Se compreendessem, saberiam que ter o Espírito Santo com eles é como ter Jesus bem ao lado deles. 

             Por estar prestes a se afastar do mundo, Jesus sabia ser absolutamente indispensável os discípulos, eles precisavam confiar inteiramente no Espírito de Deus e seguir a sua liderança. Um líder que eles não conseguiriam ver, tocar ou ouvir; contudo deveriam segui-lo da mesma maneira que seguiram Jesus. Aqui está a chave porque os discípulos de Jesus realizaram tantos milagres, porque entenderam essa transição. Provavelmente eles estavam se perguntando: Como será a liderança do Espírito Santo em nossa vida? Ele age e pensa de forma diferente de Jesus? Como será seguir o Espírito de Deus? 

             Jesus disse: “eu rogarei ao Pai e Ele vos dará o consolador.” Ele nos protege, nos conserva, nos ajuda em todas as nossas fraquezas. Ele nunca nos deixou. Agora temos o mesmo acesso que era dado ao homem na viração do dia. Vamos resgatar esse acesso. 

  1. Eu rogarei ao Pai - Quando estava chegando sua hora de ir ele disse: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, ou seja, Eu orarei ao Pai e Ele lhes enviará alguém que seja exatamente como Eu em todos os sentidos. Aquela sensação de vazio não é legítima, porque o Espírito Santo veio para preencher. 

No dia em que eu te invocam - Salmos 56:9 - Quando eu clamo, estou lançando minha voz para o céu e esperando que alguém me ajude, porém, quando eu invoco significa que estou chamando pelo nome e nome tem endereço, pois só invoco o que conheço, não se trata de gritar e esperar o primeiro que aparecer, mas sim de chamar aquele que pode te resgatar naquela hora. 

Quando invocar o Espírito Santo pedindo por sua ajuda, você a terá - Pois está claro que não se trata de ser salvo, mas de ter continuidade, de ser conduzido, pois por muitas vezes você teve uma ajuda e se levantou, mas não permaneceu. O Espírito Santo é uma pessoa que habita dentro de você. 

A pessoa do Espírito Santo - Muita gente se relaciona com ele como se fosse uma força, uma energia, mas não é o que a palavra do Senhor nos mostra.

  1. Ele vos dará outro consolador - Para que não houvesse essas dúvidas, Jesus utiliza as palavras-chave ao falar sobre sua vinda - João 14:16

O Espírito Santo seria semelhante a Jesus em todos os sentidos. Olha a tradução que temos a partir desse entendimento:

“Eu orarei ao Pai e ele lhes enviará alguém que seja exatamente como Eu em todos os sentidos. Ele será idêntico a mim na maneira de falar, no jeito de pensar, no modo de operar, na forma de ver as coisas e no meio de fazer as coisas. Se o Espírito Santo estiver aqui, Ele será como se, eu estivesse aqui, porque nós pensamos, nos comportamos e operamos exatamente da mesma maneira.”

João 14:8-9 - Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?


Jesus era a imagem exata do Pai - João 14:8-9 - Veja ainda no mesmo capítulo, Felipe disse ao Senhor: mostra-nos o Pai, e isso nos basta, quem vê a mim, vê o Pai. 

Jesus era a imagem exata do Pai quando andou sobre esta terra.  Hebreus 1:3 

“Ele é a única expressão da glória de Deus [O ser de luz, o resplendor ou o fulgor do divino] e é a expressão perfeita e exata imagem da natureza [de Deus]. Isso significa que Jesus refletia o caráter de seu Pai Celestial em todos os sentidos. Foi por isso que Jesus disse a Filipe: Quem me vê a mim vê o Pai.

Se você vê Jesus, você vê o Pai. Jesus disse exatamente o que o Pai faria e diria. O que Jesus estava ensinando a seus discípulos é: Assim como ele é a exata imagem do Pai em todos os sentidos. Quando o Espírito Santo vier, representará exatamente Jesus em toda palavra. 

Ele continua comigo - Jesus fez somente o que o Pai celestial faria e agora o Espírito Santo fará somente o que Jesus faria… Ele é o atual representante na terra - No Éden vinha o próprio Deus, no calvário veio o próprio Jesus, em nossas vidas, veio o próprio Espírito Santo. 

  1. Uma operação de resgate- ler: Romanos 8:26 

Quem não ora normalmente não sabe por onde começar. Interceder é resgatar e livrar o que está em apuros. 

Quando o Espírito Santo vê que você não encontra palavras adequadas ou está preso em uma situação e não sabe como sair dela. Repentina e sobrenaturalmente, o Espírito Santo vai àquele lugar com você. Agora você não está mais sozinho, porque o Espírito Santo entrou no seu dilema e está iniciando um plano de resgate para te tirar daquela situação. “INTERCEDER É RESGATAR” 

  1. O Espírito Santo sente tudo o que você sente- Ele compreende a total insuficiência que você está sentindo. Ele conhece todas as batalhas que você está enfrentando. Esse é o entendimento livre do texto: 

O próprio Espírito Santo entra conosco em nossa dificuldade, iniciando uma operação de resgate sobrenatural para nos tirar da confusão em que nos envolvemos.

  1. Ajudar você é parte do ministério dele, por isso peça ao fazê-lo você permitirá que ele libere seu grande poder para te socorrer. 

  2. Nunca vi uma história de resgate sem um componente relacional - Relacionamentos providenciais - Pessoas que Deus coloca em nossa vida por um período ou para toda a vida, ou seja: Quando ouvimos Deus falar por intermédio de alguém e quando vemos Deus em alguém. 

  3. Círculos são melhores que fileiras. Consideremos uns aos outros, vamos participar da vida um dos outros. Preste atenção nesse conselho novamente, leio na versão JB Phillips. Hebreus 10:24-25 

“E, pensemos uns nos outros e em como nos estimular mutuamente ao amor e à prática de boas obras. E não nos afastemos das reuniões de nossa igreja, como fazem alguns. Façamos tudo o que for possível para ajudar uns aos outros na fé, e isso com fervor cada vez maior, à medida que vemos o dia final se aproximando”.