arrow_drop_down
Quem se importa? Eu me importo!

Quem se importa? Eu me importo!

TESTEMUNHO 2 - QUEM SE IMPORTA

 

No dia 28 de novembro, o apóstolo Joel abordou um tema de extrema importância em sua palavra: o suicídio.

Suicidar-se é desistir de viver. Acredite, muitos ainda respiram, mas pararam de sonhar há muito tempo. 

E quem se importa? Eu me importo! - Ao nosso redor existem pessoas que se arrependeram de suas escolhas, e só Jesus têm a resposta.

Se importe, não julgue, ame! Jesus se importou e nos salvou.

 

🔘 Leia agora um testemunho de um membro de nossa igreja que teve a sensibilidade do espírito e se importou. 


“Shalom! Sou a pastora Lídia da Projeto Vida de Volta Redonda.

Ano passado durante a p@ndemia quando as igrejas não estavam fazendo seus cultos, o apóstolo Joel deu uma direção aos pastores: que ficassem de plantão na igreja para atender às pessoas que chegassem em busca de oração, aconselhamento e também alimentos através do Eu Pratico Esperança.

Em um dos meus plantões chegou uma moça dentro da igreja, e mesmo com a máscara no rosto, vi seus olhos bem tristes e paralisados. Parecia que não estava bem, mesmo.

Perguntei: "Em que posso te ajudar?" E ela me respondeu: "Não sei como vim parar aqui! Vim para me jogar no Rio Paraíba."

Pensei: "misericórdia, meu Deus! Me ajude a ajudá-la."

Então pedi que se sentasse para conversarmos. Ela me contou que tinha andado muito, não havia parado com ninguém e só pensava em se jogar na água porque sabia que não voltaria, pois não sabia nadar.

Então já na Beira Rio, sem saber qual altura estava, resolve se aproximar da água quando ouve a voz de um homem lhe dizendo: “Não faça isso! Entre ali (apontando pra igreja) porque lá você vai encontrar alguém que vai te ajudar”.

Ela começou a caminhar para atravessar a rua, e quando olhou para trás já não via mais homem, ele havia desaparecido.

Ela continuou caminhando para dentro da igreja, onde me encontrou.

Estava desesperada com muitos problemas familiares. Conversamos e ela revelou que não era a primeira vez, antes ficava com uma faca dentro de casa e seu marido percebendo, tirou a faca de sua mão. Desta vez ela aproveitou uma distração dele e dos 2 filhos pequenos e saiu.

Eu disse a ela que seu marido já tinha dado falta dela e certamente, estava preocupado. Pedi que ligasse pra dar notícias e ela concordou.

Ela liga do seu celular e me pede pra falar com ele.

Quando ele me atendeu, não falou “alô” e sim um: “ELA ESTÁ VIVA?”

Então eu lhe disse que ela estava na igreja, bem, conversando e que ficasse tranquilo que a levaria para casa. Assim fiz!

Como foi importante a direção do apóstolo para que tivesse alguém na igreja naquele momento de desespero desta moça.

Precisamos estar atentos aos sinais de isol@mento das pessoas, de depressão e de desespero. Elas não querem acabar com a vida, mas sim com a dor e com os problemas que acreditam não ter solução.

Deus é muito bom. Ele é o nosso socorro na hora da angústia e viu que ela precisava de ajuda e a salvou de cometer o suicídio.

Hoje ela está bem, firme na igreja (sua igreja), envolvida nos trabalhos, feliz em servir ao Senhor e nos falamos sempre.  Graças a Deus pelo que Ele fez em sua vida!”

- Pastora Lídia Misael. 


🌐Assista a palavra: Quem se importa, clicando aqui.